IGUAIS EM ALGUMAS COISAS, BEM DIFERENTES EM OUTRAS…

IGUAIS EM ALGUMAS COISAS, BEM DIFERENTES EM OUTRAS…

Compartilhe com seus amigos!

“IGUAIS EM ALGUMAS COISAS, BEM DIFERENTES EM OUTRAS…”

Na foto de cima, o cozinheiro do Master Chef, Fogaça, durante visita ao Vaticano, ao lado de suas freiras italianas. Sem perceber que seriam alvo de uma gozação, uma postagem infame, sacana e de muita apelação, as religiosas trataram muito bem o famoso brasileiro sem notar o que estava em sua camiseta e, principalmente em seu coração. Não era um beijo entre duas freiras apenas, era uma afronta, um deboche protagonizado por um escroto que deveria ter vergonha de usar um crucifixo no pescoço. Esse gesto não foi o único. Fogaça desrespeitou o Papa Francisco, toda Igreja e seus fiéis mundo afora. Uma atitude nada cristã.

Na foto debaixo, eu, jornalista Roger Campos, durante passeio por Tiradentes, ao lado de duas freiras de Curitiba. Parei meu carro e fui até elas indignado com a atitude do pascácio, estúpido Fogaça. Elas não sabiam o que ele havia protagonizado. Mostrei a foto e elas ficaram horrorizadas. Uma não conteve as lágrimas. Pedi pra fazer uma foto nos mesmos moldes, mas com outro intuito: o de mostrar meu amor, meu respeito profundo e total admiração por essas mulheres santas, que dedicam suas vidas à deus e a servir o ser humano com humildade, doação e carinho. Contei que sou um jornalista contundente, um católico ferrenho, que teve a honra de ser escolhido anos atrás para ser Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão e, assim, entregar o Corpo de Cristo. Disse o quanto amo a Deus e respeito nossa fé. Uma atitude totalmente cristã.

Fogaça tem muitas tatuagens; eu também.
Fogaça gosta de se comunicar profissionalmente; eu idem.
Fogaça usa brincos e gosta de caveiras, assim como eu.
Fogaça curte rock n’ roll; eu endosso o gosto musical.
Fogaça não leva desaforo pra casa; então somos dois.

Pra mim, Fogaça é um babaca que deveria saber que ser cozinheiro é trabalhar com amor. Preparar alimentos com amor deixa os pratos muito mais saborosos. Uma alma podre, um ser rancoroso, que zomba das coisas de Deus, cozinha com energias negativas e certamente nada fica saboroso.

Pra alguns, eu também sou um babaca, falo demais, exponho demais o que penso. Fazer um jornalismo sem verdade não dá. Ser honesto naquilo que produz é o primeiro preceito para que tudo dê certo, para ter sucesso e, principalmente, a consciência tranquila do dever cumprido. Coloco Deus a frente de tudo, do meu trabalho, da minha vida. Erro bastante, sou imperfeito, de fato sou bem “canseira” (e adoro ser). Não me afastarei das coisas de Deus por nada, gostem ou não.

Fogaça continuará perpetrando, atingindo a Igreja Católica de forma vil, injusta, cruel e, o pior, comungada por seus pares, pessoas de mesma índole. Eu ataquei a Igreja Católica por 33 anos e lutarei, dia após dia, para defendê-la.

Eu enxerguei a verdade sobre a Igreja Católica. Fogaça ainda não. Mas tudo tem seu tempo, o tempo de Deus. Que é bem diferente do nosso.

As freiras escolhem uma vida dedicada a fazer o bem para as outras pessoas, rezam por aqueles que precisam, dão uma palavra de apoio para os necessitados e estão sempre prontas para cumprir a sua missão de boa vontade com os demais.

Meu respeito e amor por todas as freiras, por todas as mulheres religiosas que vivem para Deus, seja no silêncio e solidão da clausura, seja no convívio “perigoso e sabotador” da nossa sociedade…

“Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como o oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que esteja sujo por completo.”

“Todas as nossas palavras serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. As palavras que não dão luz aumentam a escuridão.”

Jornalista Roger Campos

Compartilhe com seus amigos!